Image and video hosting by TinyPic

sexta-feira, fevereiro 10, 2006

2º Dr. Martens Ska Festival (1999) - Reportagem Fotográfica

Reportagem fotografica do 2º Dr. Martens Ska Festival, realizado em 1999 em Balaguer, Catalunha. Três dias de festa skatalitica. O cartaz foi um luxo. Dr. Ring Ding, Rico Rodriguez, Skatalites, Laurel Aitken, A MusiSkazzBand, Skaks, Arpioni, Hotknives, Starlites, Mountzion, Skarltines e Iskabila. 11 grandes bandas de ska e uma de Oi! (Iskabila).


O concerto realizou-se num grande pavilhão. A assistência andou sempre por volta das 3.000 pessoas. No último dia com a presença dos The Skatalites e Laurel Aitken estavam mais de 4.000 pessoas. A presença de skinheads era enorme. A maior parte do público identificava-se com a cultura skinhead.


Foi o maior ajuntamento de skins que alguma vez presenciei. A sala era um mar de cabeças rapadas,suspensórios, pork-pies...Os skins eram cerca de 70% do público. Na última noite estariam cerca de 3.000 skinheads presentes. A maioria eram do estado espanhol. Também havia skins de outras nacionalidades, a maioria europeus.

Dava para perceber que havia muitos skins de tendência Sharp e red (Não esquecer que nesta altura a tendência Sharp era bastante forte em Espanha. Penso que agora muito ex-Sharps alinharam mais para o espírito tradicional). Havia também muitos skins da linha mais tradicional, apolíticos, patriotas e nacionalistas. Notava-se alguma ostentação política (simbologia de esquerda ou libertária) em alguns skins, apesar de a grande maioria não ostentar nenhuma simbologia política. Também havia ostentação de bandeiras nacionais (países), regionais e locais (cidades e regiões várias). Balaguer estava completamente tomada por este público.

Havia uma enorme zona de acampamento ao longo do rio que atravesa Balaguer. Eram centenas de tendas. As faixas, catazes e pintadas nos muros ao longo do rio anunciavam grupos de skins: Skins Rurales, Skins Euskadi, Skins Santander...As pensões, bares, praças estavam cheias de rapados.

Quando se chegava à zona do concerto havia uma feira de venda de material inteiramente dedicado ao ska, skinheads, punk... Eram bancas e bancas com posters, t-shirts, música, cascóis, livros, revistas, botas, suspensórios...havia de tudo...só faltava o dinheiro.

O espectáculos duravam até bem tarde. Quando se saia do pavilhão ou se ia dormir ou se descia a avenida principal de Balaguer que estava cheia de bares e discotecas que tinham noites especiais de ska, skinhead reggae, northern soul, Oi!, punk...até de manhã. A festa foi total. Três dias sem parar!

Só no último dia é que houve umas cenas de porrada, umas correrias, uns vidrões virados...mas nada de especial. Mesmo assim no outro dia, o jornal local fazia capa com os skinheads. Sei que foi qualquer coisa entre grupos de skinheads rivais e possivelemnte teria que ver com política, futebol ou simples bairrismo (regionalismo). Fora este pequeno incidente, o festival foi muito bom.

Etiquetas: , , , , ,

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]



Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial


 

 

free website stats program