Image and video hosting by TinyPic

quarta-feira, junho 01, 2005

Festival 'Ska de Cá'

Concerto de Contratempos (Ska&Rocksteady), Skazz (Ska-Jazz) e Skareta (Ska-core) no Jardim de Oeiras.

O projecto “Do the Ska”, levado a cabo pela Associação Bigorna (em pareceria com a Câmara Municipal de Oeiras), traz a Oeiras o primeiro mini-festival de Ska em solo nacional, sob o pretexto da apresentação oficial do primeiro disco da jovem banda Contratempos.

Desta forma, no próximo dia 11 de Junho, teremos a oportunidade de conhecer o primeiro trabalho de ska revivalista gravado em Portugal, onde as sonoridades do rocksteady, do reggae e do soul não serão certamente esquecidas.

O evento iniciar-se-á com o regresso aos palcos, após ano e meio de interregno, da banda Skareta. Depois de algumas mudanças na formação, o conjunto está de volta para a mostrar ao underground lisboeta como se toca Ska-core.

De seguida, subirá ao palco o primeiro projecto de Ska-Jazz português, Skazz, onde os músicos dispensam apresentações. Poderemos assistir a um autêntico cocktail de Ska, Jazz, Reggae e Funk, tocado ao mais alto nível, onde o convite para a dança é permanente.

Temos assim Ska para todos os gostos.

Para quem gosta da sua versão mais rock e mais energética, os Skareta são uma opção confirmada.

Para quem aprecia uma boa música instrumental dançável, não poderá deixar passar em claro a actuação de Skazz.

E, para quem prefere um puro revivalismo da Jamaica dos anos 60, Contratempos é o nome.

O espectáculo realizar-se-á no Jardim de Oeiras (junto à estação de comboio), tendo início às 20h, e a ENTRADA é GRATUITA!


Conheça as Bandas:


Contratempos

Os Contratempos são um septeto de jovens oriundos de Oeiras que pratica um estilo musical rico em Soul, Ska e Reggae, ou seja, todo aquele cocktail musical típico da Jamaica, onde a ponte entre a música americana e a música latina foi conseguida de forma paradigmática. O seu repertório compõe-se sobretudo de temas originais e de clássicos da rádio Jamaicana da década de 1960.

Formados em finais de 2003, têm prosseguido um percurso ascendente no underground lisboeta, onde se inclui a participação no festival Toc’abrir da CML e a presença nas finais da selecção de Lisboa para o palco jovem da Festa do Avante! A sua presença também em palcos de cidades como Setúbal, Torres Vedras, Évora e Sagres mostra a ambição de levar a todo o país este estilo musical.

Trata-se de um projecto sem precedentes em Portugal, cujo primeiro trabalho está prestes a ser lançado no mercado, esperando-se que fique recordado como o primeiro disco de Ska revivalista gravado em solo nacional. Será certamente um disco onde as influências de bandas como The Skatalites, The Maytals e The Upsetters e ainda dos The Slackers, Tokyo Ska Paradise Orchestra, Victor Rice e New York Ska Jazz Ensemble se farão notar.

André – Bateria João – Saxofone
Teresa – Baixo Miguel – Trompete
Alex – Guitarra Luís – Teclas
João Mendez – Voz Ricardo Pilhas – Trombone
João – Saxofone
Miguel – Trompete
Luís – Teclas
Ricardo Pilhas – Trombone

Site: http://contratempos.no.sapo.pt/

Skareta

Os Skareta Iniciaram a sua actividade no final de 1998.
No ano de 1999, depois de uma actuação bastante favorável na Festa do Avante surge um convite da parte da Sons de Luita (Galiza) para actuações em Vigo e La Coruña.

Em 2000, após este incentivo dá-se o inicio de uma secção de sopros.

Em 2002 o grupo integra Filipe Figueira e em 2003 a secção de sopros fica completa.

Em 2004 deu-se uma ruptura no grupo; a banda encerra oficialmente actividade no Santiago Alquimista, concerto que se tornou memorável visto, à data, ter batido os recordes de afluência à sala.

Mas para alguns a vontade de tocar ficou. Passado o Verão de 2004, e já com as ideias mais claras, a ruptura transformou-se em ponto de viragem. 2005 marca o regresso à actividade com João, Luis e André (secção de sopros), Filipe (guitarra), e Ricardo (bateria); João Henriques assume a frente de palco nas vozes principais e beatbox vocal; Pedro Preto assume posição no baixo.

A banda atravessa actualmente um momento criativo, encontrando-se a renovar repertório e a ganhar balanço para entrar no mercado...

João Afonso Henriques - Voz
Filipe Figueira - Guitarra
Pedro Preto - Baixo
Ricardo Antunes - Bateria
João Gargaté - Trompete, Voz
Luis Melo - Saxofone
André Janeirinho - Trombone de Varas

Skazz

Septeto de formação jazzística que recria temas clássicos do Jazz em texturas Reggae, Funk e Ska. Grande energia em palco e ritmo permanente. Incluem-se temas de Herbie Hancock, Charlie Parker, James Brown, Skatallites, Djavan e John Scofield.

Paulo Muiños – Saxofones (Cool Hipnoise, Ena Pá 2000, Despe & Siga, Quinteto de Marta Hugon)
Mário Monteiro – Guitarra (Quinteto de Marta Hugon)
Sérgio Costa – Hammond e Flauta (Belle Chase Hotel, Quinteto Tati e Vitorino)
Rui Alves – Bateria (Vitorino, Cool Hipnoise, João Afonso, Dixie Gang)
Tó Bravo - Trombone (Ena Pá 2000, Orquestra Ligeira do Exército)
Simon James Wadsworth – Trompete (Orquestra do Herman Sic)

Fonte: Zona Punk PT / Bigorna / Contratempos

Etiquetas: , ,

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]



Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial


 

 

free website stats program